enriquecimento-de-dados-cadastrais

Como fazer enriquecimento de dados cadastrais? Veja dicas

Compartilhe:

Fazer contato com a pessoa errada, enviar e-mails e não obter resposta ou nunca conseguir acessar o consumidor são algumas das consequências de um mailing sem enriquecimento de dados cadastrais. No universo da cobrança, essa situação é um dos grandes desafios das equipes na hora de buscar por um cliente inadimplente.

Se essa também é uma dor que atinge a sua empresa, este conteúdo vai te ajudar! Continue a leitura e confira como fazer o enriquecimento cadastral dos seus consumidores e melhorar as taxas de contato.

O que é enriquecimento de base de dados?

O enriquecimento de dados cadastrais, ou da base de dados, é o trabalho de atualizar as informações dos seus clientes e melhorar a coleta deles. O descarte de contatos antigos e inutilizados também faz parte do processo e ajuda a diminuir a dificuldade de se conectar com o consumidor.

Essa é uma tarefa que deve fazer parte da rotina da equipe, justamente porque reflete, posteriormente, no trabalho da cobrança. Afinal, se não há dados de qualidade, atualizados e reais, dificilmente o time vai conseguir entrar em contato quando for necessário — e isso é sinônimo de prejuízos financeiros para o seu negócio.

 Higienização de dados cadastrais é a mesma coisa?

Não! Apesar de serem atividades que andam juntas, elas são diferentes. A higienização de dados é o processo de descartar dados incorretos e desatualizados, assim como manter essas informações organizadas.

Já o enriquecimento de dados cadastrais foca em trazer novos elementos para o seu banco de cadastros, com foco em atualização e otimização do processo.

Qual a importância de enriquecer informações cadastrais?

Se a sua empresa não tem métodos estruturados de coleta e enriquecimento de dados, chegou o momento de transformar esse cenário. Isso porque essas informações são indispensáveis para qualquer estratégia, seja de cobrança preventiva ou de negociação de dívidas.

Se a equipe não tem em mãos bons dados, ela não vai conseguir encontrar o consumidor e, consequentemente, não há recebimento da dívida. Por isso, entender o enriquecimento de cadastro como uma etapa importante é essencial para melhorar as próximas fases da cobrança.

Você pode considerar que essa atividade é necessária para alcançar o consumidor, melhorar a produtividade do time e contribuir para campanhas de marketing!

Enriquecimento de dados cadastrais
Os dados cadastrais são importantes e podem auxiliar a empresa em diversos aspectos.

Benefícios

Você já entende a importância de manter a base de cadastros atualizadas. Agora, vamos listar quais os benefícios de investir nessa tarefa. Confira:

  • Dados fornecem informações cruciais para a tomada de decisões de gestores.
  • Mais eficiência operacional.
  • Facilita e agiliza na hora de encontrar o consumidor.
  • Atendimento ao cliente com mais qualidade.

Como fazer enriquecimento de dados?

Neste momento você já deve estar se perguntando como pode fazer o enriquecimento de dados cadastrais. Em seguida, veja dicas para pôr essa atividade em prática.

Estabeleça um padrão de informações sobre o cliente

Toda a equipe entende quais dados são obrigatórios? Além as informações básicas, como nome completo, CPF, telefone e endereço, vale coletar mais insumos nessa etapa.

Alguns deles são o local de trabalho e telefone comercial, contato de referência, redes sociais etc. É importante estudar o que faz sentido para o seu negócio e, claro, para o seu público (se é consumidor final ou empresas, por exemplo).

Conte com ferramentas para localização

Ferramentas para facilitar o dia a dia na cobrança são indispensáveis, e uma delas é a de localização do consumidor. Com o CPF, CNPJ ou nome, é possível encontrar informações relevantes a respeito do cliente. Essa é a uma forma de aumentar as chances de identificar os seus clientes e manter o banco de dados sempre atualizado.

Tenha processos para atualizar periodicamente a base

É um grande erro achar que uma única coleta de dados é suficiente. Ainda há empresas que se limitam às informações registradas de quando atendem um cliente pela primeira vez e, após isso, nunca mais reveem esse material para fazer uma atualização.

Implementar processos para requalificar as informações dos consumidores periodicamente é uma forma de fazer enriquecimento de dados cadastrais. Essa tarefa pode ser realizada por meio de ligações, e-mails e WhatsApp. Basta um rápido contato para checar se houve alteração no telefone, endereço, local de trabalho etc.

 Aposte na opção de preenchimento de campos obrigatórios

Se o cadastro acontece de forma online, conte com a opção de preenchimento de campos obrigatórios. Essa é uma forma de evitar que o cliente deixe em branco alguns espaços importantes.

Lembre-se que quanto mais dados houver, melhor será se houver a necessidade de contatar futuramente a pessoa.

Essa tática pode ser usada no momento em que é feito o cadastro do consumidor e quando for realizar a atualização do banco de dados (caso o faça online).

enriquecimento de dados cadastrais
A atualização de dados feita de forma online é uma opção prática.

Faça validação de identidade de todos os clientes

Uma boa forma de enriquecer informações cadastrais é validar a identidade do consumidor. Essa estratégia reduz as tentativas de fraude que podem ocorrer na hora de fechar um serviço.

Ferramentas como a Datavalid, que é o único serviço de qualificação cadastral de pessoas físicas e jurídicas que utiliza as bases oficiais do governo, são alternativas para validar a identidade do cliente.

 Há a modalidade de biometria, que pode ser feita pela digital ou foto da face do cidadão, e a biográfica, em que é realizado a validação de dados por meio de comparação com as informações da CNH.

Fique atendo à LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados, também conhecida como LGPD, é um aspecto importantíssimo que você deve considerar na hora de coletar informações sensíveis dos seus clientes, que são aquelas que permitem a identificação do consumidor, como RG, nome, telefone etc.

Toda vez que for fazer a coleta para o enriquecimento de dados cadastrais, é crucial que o consumidor dê consentimento para isso e concorde em compartilhar as informações com a sua empresa.

É obrigatório que fique explícito a finalidade dessa coleta de dados e deve haver uma explicação de tudo o que será feito com essas informações.

Ao usar formulários na internet para atualizar os dados, é necessário disponibilizar um campo para o cliente assinalar consentimento.

Por fim, você deve garantir que as informações coletadas sejam salvas e utilizadas de forma segura. Fique atento às plataformas e ferramentas contratadas para localização cadastral, organização etc., pois elas devem estar de acordo com a LGPD e serem totalmente confiáveis.

Com essas dicas em mãos, não há erro na hora de estruturar os processos de enriquecimento de dados cadastrais. Aprimorar esse processo é a melhor opção para uma cobrança eficaz. Se você chegou até aqui e quer receber mais conteúdos sobre o universo da cobrança, não deixe de se cadastrar em nossa newsletter. Preencha os campos abaixo para receber nossas dicas na sua caixa de entrada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais postagens